Concurso PRF: participe do aulão de véspera e correção ao vivo das provas

No domingo, 3 de fevereiro, serão aplicadas as provas do concurso para Polícia Rodoviária Federal (PRF). Mais de 129 mil pessoas disputam uma das 500 vagas oferecidas. Para sair na frente da alta concorrência, é preciso estar preparado.

Por isso, o Concursos com Trânsito realizará um aulão de véspera para que você lembre de todos os conteúdos estudados no momento da prova. Sabe aquele branco durante uma questão? O objetivo é que você não passe por essa situação no decorrer da prova.

As aulas serão transmitidas ao vivo, no sábado, dia 2. Professores de todas as disciplinas passarão as dicas finais para o concurso PRF, das 7h às 20h30. Confira a programação completa:

  • Das 7h às 8h: Legislação de Trânsito – Leandro Macedo;

  • Das 8h às 09:30: Geopolítica e História da PRF – Alex Mendes;

  • Das 9h30 às 11h30: Direito Penal e Legislação Especial – Tiago Santos;

  • Das 13h às 14h: Direito Processual Penal – Jociane Louvera;

  • Das 14 às 15h: Língua Portuguesa – Tatiana Rodrigues;

  • Das 15h às 16h: Informática – Maurício Bueno;

  • Das 16h às 17h: Direito Administrativo – Douglas Canário;

  • Das 17h às 18h30: Direito Constitucional e Direitos Humanos – Arthur Damasceno;

  • Das 18h30 às 20h30: Matemática e Física – Érika Trikie.

Logo após a prova, prevista para terminar às 18h30 no domingo, o Concursos com Trânsito fará a correção das questões também ao vivo. Um time de especialistas estará preparado para corrigir e explicar todas os itens da avaliação objetiva.

O curso também fará um ranking não oficial com as melhores colocações na prova. Gostou da ideia? Já é possível se cadastrar para participar da lista da correção e do ranking da prova. Basta colocar seu nome e e-mail, pelo site do Concursos com Trânsito.

Veja o que levar no dia das provas do concurso PRF

O concurso com 500 vagas para policial rodoviário federa registrou, ao todo, 129.152 candidatos. O estado de maior procura foi o Pará, com 12.700 inscritos para as 81 oportunidades da carreira.

Em seguida estão Goiás e Rio Grande do Sul com 12.605 e 11.559 concorrentes, respectivamente. Todos foram convocados para provas objetivas e discursivas, primeira fase do concurso PRF.

Tais exames serão realizados em todos os estados em que há oferta de vagas na seleção. Os locais de aplicação estarão disponíveis para consulta pelo site do Cebraspe, banca organizadora. As provas começam às 14h, mas a recomendação é chegar ao local designado com uma hora de antecedência.

Mas, o que será preciso levar no dia das provas? De acordo com o edital, os candidatos deverão estar acompanhados de caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente; comprovante de inscrição; documento de identidade original.

Fique atento também ao que proibido! Poderá ser eliminado do concurso quem, durante a realização das avaliações, for surpreendido com aparelhos eletrônicos, receptor de dados, relógios, lápis, borracha ou marca-texto.

Para não ficar com fome e sede, a banca organizadora permitirá que os concorrentes levem itens para alimentação, como por exemplo, biscoitos, sanduíches, água e suco. Eles, no entanto, deverão estar armazenados em embalagens transparentes.

Candidatos deverão responder a 120 questões objetivas

De caráter eliminatório e classificatório, as provas objetivas do concurso PRF serão compostas por 120 questões. No dia 3 de fevereiro, os inscritos também deverão elaborar uma redação, no estilo de texto dissertativo.

Serão disponibilizadas quatro horas e meia para completar as duas avaliações. Na objetiva, será necessário julgar sentenças como certas ou erradas. Seguindo o modelo do Cebraspe, um erro anulará os pontos de um acerto.

As questões objetivas estarão divididas em três blocos de conhecimento:

Bloco I – 50 questões: Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico-Matemático, Informática, Noções de Física, Ética no Serviço Público, Geopolítica Brasileira, História da PRF;
Bloco II – 40 questões: Legislação de Trânsito;
Bloco III – 30 questões: Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Legislação Especial, Direitos Humanos e Cidadania, Noções de Direito Penal e Direito Processual Penal. 

Apenas a disciplina de Legislação de Trânsito representa um terço da prova objetiva. As resoluções do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), por exemplo, correspondem a maioria desse conteúdo.

Por isso, merecem atenção especial dos que sonham em ingressar na PRF. Acertar as questões dessa área pode fazer a diferença para conquistar a aprovação.

Será classificado quem alcançar mais de 10 pontos no bloco I, 12 pontos no bloco II, seis pontos no bloco II e 48 pontos no conjunto. Somente terão as provas discursivas corrigidas aqueles que tiverem as melhores pontuações na objetiva.

Para se candidatar ao concurso PRF com 500 vagas foi preciso ter nível superior completo em qualquer área, idade até 65 anos e Carteira Nacional de Habilitação a partir da “categoria B”. 

A remuneração inicial da carreira de policial rodoviário federal descrita no edital é de R$9.931,57, já incluído o auxílio-alimentação de R$458. Este ano, no entanto, tais valores tiveram aumento e passaram a R$10.357,88 para jornada de 40 horas.  


Publicado em 30/01/2019 às 18:42:32
Compartilhe com os amigos: