Em sua gestão, Witzel promete valorizar e fortalecer a Polícia Civil-RJ

Em sua gestão, Witzel promete valorizar e fortalecer a Polícia Civil-RJ

Tal compromisso pode acelerar a publicação dos editais autorizados

A primeira semana do governo de Wilson Witzel, no Rio de Janeiro, foi marcada por declarações importantes para o concurso Polícia Civil-RJ. Na coletiva de imprensa, realizada após a cerimônia de posse, o novo governador destacou a necessidade de reforçar a corporação. 

De acordo com Witzel, serão feitos investimentos em inteligência para que custos sejam reduzidos e a qualidade do serviço público aumente. Para isso, é fundamental a realização de novos concursos para Polícia Civil do Rio, que conta com carência de 15 mil agentes.

A corporação já tem 96 vagas autorizadas para todos os níveis de escolaridade e trabalha na escolha da banca organizadora da seleção. Vale ressaltar que, desde sua campanha, o novo governador do estado promete que a questão da Segurança Pública será uma de suas prioridades.  

"Vamos reorganizar a Segurança Pública. Vou usar como base meus conhecimentos em Direito Penal para combater o tráfico e o crime organizado", disse Wilson Witzel, em seu discurso.
O chefe do executivo do Rio de Janeiro também apontou que as despesas orçamentárias deverão ser analisadas com cuidado. Ele se demonstrou esperançoso para suprir a carência da corporação.

"Temos que fazer com que alguns contratos sejam revistos para que possamos tomar medidas orçamentárias. O orçamento é deficitário e há necessidade material para se cumprir hoje os mínimos constitucionais, mas as medidas que vamos tomar até o final do ano vão permitir que o déficit seja suprido", prometeu.

Novo secretário de Polícia Civil reconheceu a carência de agentes

A PC-RJ foi elevada ao status de Secretaria no governo de Witzel, o que dará maior autonomia e liberdade para suas decisões. No dia 3 de dezembro, ocorreu a cerimônia de posse do novo secretário de Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, delegado Marcus Vinicius de Almeida Braga. 

Em seu discursivo, ele reconheceu que a corporação apresenta apenas 8 mil policiais, hoje em dia, e que esse número está aquém da real necessidade. Segundo o chefe da pasta, a questão de pessoal e a possibilidade de novos concursos serão assuntos de uma conversa em particular com o governador Wilson Witzel.

“Nossos recursos materiais e humanos são escassos. Em verdade, abaixo do que dispúnhamos há alguns anos. O que pesa no agravamento das questões de segurança, que é uma preocupação da população fluminense”, destacou.
O secretário ainda assumiu o compromisso de reunir esforços para trazer a ordem e o progresso ausentes nas ruas do Rio de Janeiro. Delegado da Polícia Civil-RJ há 17 anos, ele quer que os policiais tenham protagonismo.
“Agora, somos mais independentes, mais operacionais. Vamos aumentar a produtividade e mostrar à população que estamos ao seu lado. Faremos tudo o que a lei permitir para trazer a ordem para as ruas. A Segurança Pública não pode existir apenas no patamar das promessas”, explicou Marcus Vinicius.

Polícia Civil-RJ informa a retomada dos preparativos do concurso

Ao portal Folha Dirigida, a Assessoria de Imprensa da Polícia Civil-RJ esclareceu que os trâmites do concurso com 96 vagas foram paralisados no final de 2018, por conta da troca de governo. 
A boa notícia é que os preparativos serão retomados com o início da nova gestão. A corporação, porém, não trabalha com uma data fechada para publicação dos editais com oportunidades para todos os níveis de escolaridade.



Por outro lado, Witzel se mostrou favorável a aprovação da Lei Orgânica da Polícia Civil do Rio. A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, em primeira discussão no dia 18 de dezembro, o projeto de Lei Orgânica da PC-RJ. 
Para vigorar, entretanto, esse projeto ainda precisa ser votado em segunda discussão na Alerj e, em seguida, ser sancionado pelo governador. Se for aprovado, quatro cargos contemplados no concurso PC-RJ terão modificações nas nomenclaturas e nos pré-requisitos para ingresso.

Concurso Polícia Civil-RJ tem 96 vagas autorizadas 

O ex-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão deu o aval para abertura do concurso Polícia Civil-RJ com 96 vagas. As chances serão para cinco cargos de todos os níveis de escolaridade.
As carreiras contempladas serão as seguintes: 
Auxiliar de necropsia – 6 vagas
Nível fundamental completo e R$4.174,34.
Técnico de necropsia – 4 vagas
Nível médio completo e R$4.885,31.
Inspetor – 50 vagas
Nível superior em qualquer área e carteira de habilitação na categoria B e R$5.809,58.
Perito Legista – 20 vagas
Nível superior em Medicina, Odontologia, Farmácia ou Bioquímica e R$7.827,33.
Delegado – 16 vagas
Nível superior em Direito e R$18.157,73. 
 


Publicado em 08/01/2019 às 12:59:19
Compartilhe com os amigos: